HISTÓRIA
História
Eu tinha 04 anos, em 1984, quando meu pai comprou um opala comodoro coupê 1977, eu não sabia mas foi aí que começou o paixão, mas tarde meu tio também acabou por ter vários opalas e caravans, e a partir deste instante não teve mais volta. Cresci sempre com a vontade de ter um opala, mas nunca sobrava dinheiro. E não fui o único a sofrer deste mal, meu irmão mais novo, mesmo não chegando a andar no opala do pai, pois quando ele nasceu ja tinhamos um passat, também compartilha o mesmo sonho.

A história desta Caravan 85 4cc, acaba sendo dividida entre os dois irmãos. Em 2011, meu irmão comprou um fusca preto 1300 1974, deu um talento no besouro e depois de um tempo apareceu negócio com a Caravan, a Caravan ficou parada por volta de 05 anos antes da reforma, durante este período o dono atual do fusca acabou negociando novamente com meu irmão por uma moto, e lá estava ele, para tristeza da nossa mãe, com uma Caravan e um Fusca na garagem.

Quando minha esposa falou, olha que legal o fusquinha, diferente, preto..., aí foi a deixa para que eu comprasse o fusca do meu irmão, mesmo não sendo a escolha sonhada, mas já era o começo, fiquei com o "fuca" por volta de 3 anos na garagem, e finalmente chegou o dia de levar o besouro para a chapeação, posso falar que foi aí o início da tristeza, de julho de 2017 até novembro de 2017, o chapeador apenas desmontou o fusca e não fez mais nada. Resolvi levar o chassi para o mecânico e qual a minha surpresa que de novembro/2017 até maio/2018 o mecânico também não terminou o trabalho, já estava pensando em pegar uma plataforma e buscar o chassi e carroceria do fusca e levar para garagem de casa, e enquanto isso meu irmão colocou a caravan a venda para iniciar outros projetos, foi aí que cansado com estes "profissionais" resolvi fazer uma proposta, e aí mano quer o fusca de novo? Nesse momento, no dia 25 de junho de 2018, pela terceira vez meu irmão pegou o fusca preto e eu consegui realizar o sonho de criança de ter um opala/caravan.
GALERIA DE IMAGENS
SOBRE
Sobre
Adriano Gochinski, 38 anos, morador de Papanduva - SC, sempre fui entusiasta de carros, principalmente das décadas de 70 e 80, a vibe de dirigir um antigo é outra, quando viro a chave e o motor ronca eu sei que valeu a pena. Quem é apaixonado por carro antigo se depara com aqueles que não compreendem as razões para amar um carro antigo, existem diversas razões é claro, mas posso afirmar que a principal razão é ser uma terapia, além é claro do fato de reavivar o gostinho do passado. Sendo quando restaura uma peça, limpa ou encera o possante, não importa, só quem faz isso entenderá, trabalhar no meu carro traz tranquilidade e satisfação.
www.000webhost.com